abh

Arthur BigHead

Edson de Melo

Conheci Edson de Melo em meados dos anos 80. Na época estudei Música e Filosofia com ele até inicio dos anos 90. Por seu intermédio conheci Thomas Sixel, e por meio de ambos conheci algumas obras, e pesquisas, do Rudolf Steiner e do Farias Brito. Reencontrei Edson de Melo em 2005. Contudo ele havia mudado sua disposição e condução filosófica. Desde então venho acompanhando seu novo modo de cognição sobre o conhecimento como ferramenta de evolução construtiva de liberdade e socialidade, mas dessa feita com foco na Epistemologia. Segue abaixo breve apresentação deste importante pensador brasileiro da atualidade.

Músico, compositor, professor, filósofo, epistemólogo
Pernambucano, oriundo de Jaboatão (Engenho Velho) se tornou cidadão do mundo por opção, fez-se livre pensador, com formação musical inicial ligada as nossas Bandas de Musica. É professor, músico, compositor, filósofo, pesquisador, epistemólogo e escritor.

Edson de Melo

Edson de Melo

Nos anos 70 fez Engenharia Agronômica na UFRPE. Depois viveu em vários Estados brasileiros (São Paulo, Bahia, Brasília, Rio Grande do Norte). Nos anos 80 trabalhou em Natal (RN), no Museu Camará Cascudo, com a antropóloga argentina Alba Datolli (professora da UFRN) em pesquisas, patrocinadas pelo CNPq, sobre religiões africanas no Brasil e Medicina Popular, de origem africana e indígena. Seu enfoque nietzscheano da pesquisa foi publicado na Revista do Nietzsche-Keis (em alemão). Neste período inaugurou Seminários pioneiros na UFRN sobre a filosofia de F. Nietzsche (1844/1900).

No inicio dos anos oitenta, Edson Melo viveu na Alemanha, a convite do Nietzsche-Kreis. Estudou os idiomas alemão e holandês. No final dos anos oitenta voltou a Europa. Estudou Sound Engeenering na School of Audio Engeenering, em Frankfurt. A partir de então passou muitos anos sem ter contato com o Brasil. Isto deu-lhe a capacidade de ver o pais, simultaneamente, pelas perspectivas de participante e observador, necessárias ao pensar epistemológico pragmático.

Foi membro durante 15 anos do Nietzsche-Kreis de Bonn/Alemanha, dirigido pelo Dr. Friedrich Haller, um especialista em Filosofia da Antiguidade e Egiptólogo. Nesta época participou de congressos internacionais, principalmente o famoso Nietzsche-Kollokium, em Sils Maria/Suíça.

Posteriormente, estudou, extraoficialmente, composição erudita. Compôs sinfonias e poemas sinfônicos. Utilizando a linguagem pianística de Stravinsky, compôs uma descrição do período holandês do Nordeste brasileiro.

EVOLUÇÃO E CONCEPÇÃO COGNITIVA
Depois de vinte anos longe do Brasil, reconstruiu sistematicamente,
sua consciência da 
brasilidade, montando um imenso quebra-cabeça.

Em seu trabalho diário lida com cerca de 20 nacionalidades, intensivamente. Chineses, coreanos, indianos, além de outros asiáticos, europeus ocidentais e orientais, africanos, latinos, americanos. Isto foi de fato muito importante para o desenvolvimento de seu projeto epistemológico sobre o Brasil.

O interesse por Epistemologia (logica da verdade) surgiu na década de 70, assistindo conferências dos professores Darcy Ribeiro e Pessoa de Morais (UFPE). Sua obra despertou em Edson de Melo a importância desta Metaciência filosófica. Queria formular o paradigma da civilização ocidental, cristalizado desde Aristóteles. E explicar o Brasil.

O SURGIMENTO da (EPI – BR)
EPISTEMOLOGIA PRAGMÁTICA-INSTRUMENTALISTA BRASILEIRA

capa pesquisa EPI - SICPor volta do ano 2000 iniciou pesquisas kinestéticas e kinelógicas. Estudou intensamente a lógica, linguagem do movimento e gesticulação, como signos semióticos, a partir do comportamento dos povos, tomando a musica de Beethoven, Villa-Lobos e Stravinsky como modelos.

Foi um trabalho diário e intenso, comparando muitas nacionalidades entre alunos, professores e intelectuais de todo o mundo. Isto equilibrou a pesquisa bibliográfica e a necessidade de pensar rigorosamente, coordenada e progressivamente.

Das muitas observações sobre a psicologia destes povos em comparação com a psicologia do povo brasileiro articularam-se hipóteses e resultados formulados na trilogia da EPI-Br (Epistemologia Pragmática Instrumentalista Brasileira).

DA FORMULAÇÃO da EPI_BR
(EPISTEMOLOGIA PRAGMÁTICA-INSTRUMENTALISTA BRASILEIRA)

A formação filosófica básica do epistemólogo Edson de Melo foi ligada aos pensadores ingleses. B. Russell, A N. Whitehead, americanos como Charles Sanders Peirce, John Dewey, William James, Claude Shannon e liberalistas holandeses, como J. Thorbecke e Simon Stevin. O interesse de seu pai pela Eletricidade e Eletrônica influenciou seu pensamento marcantemente. Depois vieram os alemães e franceses.

A pesquisa, propriamente dita, foi desenvolvida com o processamento de cerca de 800 livros em 08 idiomas (português, inglês, alemão, italiano, holandês, frances, espanhol e latim). Resultaram, inicialmente, em cerca de 10 mil paginas de preparações. O resultado final foi a “Epistemologia Pragmática-Instrumentalista Brasileira (EPI_Br I)”. Sua preparação levou uma década.

Profissionais, de formação interdisciplinar colaboraram intensamente. As Linguísticas Pascale Hublain (Franca) e Anna McSherry (EUA), organizaram a literatura. Acrescentaram as perspectivas de suas culturas. O pintor Michiel Zuidevaart (Holanda) ajudou com sua pintura a compreender melhor o pensamento de Goethe. Sem esquecer os impulsos de Thomas Bernardo Sixel, com sua vida intensamente voltada ao Romantismo e Idealismo.

Intensas disputas com o filosofo Friedrich Haller mostraram as diferenças entre um jovem pensador liberalista-pragmático de uma cultura nascente e os velhos românticos alemães.

Alunos chineses chamaram sua atenção para a nascente cultura epistemológica da China, de influencia americana. Isto impulsionara seu desenvolvimento pelo pragmatismo.

A Senhora, Karolina Czinner, da Hungria, uma Matemática, muito ajudou na compreensão de sua cultura que apresenta semelhanças ao processo brasileiro, uma vez que a musica folclórica foi seu fator de identidade.

COMPOSIÇÃO da EPI_BR
EPISTEMOLOGIA PRAGMÁTICA-INSTRUMENTALISTA BRASILEIRA

Foi necessário, inicialmente, esgotar os limites das concepções estéticas vigentes, uma vez que Edson de Melo tinha a intenção de utilizar a Musica como modelo e simulação da realidade. Este seria um aspecto original nas EPIs. Durante este período estudou composição e orquestração, visitou cursos e conferências de Maestros famosos, como Pierre Boulez, G. Ligettii, entre outros.

Mudou-se para uma casa próxima à Biblioteca Nacional da Alemanha. Montou um laboratório básico para reproduzir experimentos relacionados a Mecânica Quântica e um estúdio de gravações. Dedicou-se intensamente a musica de Villa-Lobos, Stravinsky e Debussy.

Nascimento da tríade epistemológica visando o Brasil:

EPI-BR I – Pesquisa epistemológica básica e finalizada. Nela e desenvolvido o instrumentário. Descreve epistemologicamente, em perspectiva inédita, a cultura musical brasileira. Igualmente sugere a formalização dos resultados. Desse modo, propõe uma tecnologia filosófica.

EPI-BR II – Organiza e descreve a criatividade dos brasileiros. Ao mesmo tempo e sistematizada para aplicações heurísticas.

EPI-BR III – É a Teoria Instrumentalista do Brasil. Trata-se de sistema capaz de explicar o Brasil. Quem somos? Por que agimos e pensamos em modo determinado? Como identificar e desenvolver possibilidades ocultas em nossas idiossincrasias? Pretende ter status intersubjetivo, diagnostico, preventivo e inspirativo. E ser instrumento para maio compreensão e melhoria da comunicação entre os brasileiros.

Enquanto epistemólogo Edson de Melo propõe, através da combinação entre as três obras, a possibilidade altamente diversificada de aplicações, algo como uma máquina de ideias, com exemplos e aplicações práticas, relacionadas à cultura brasileira, também com aproveitamento comercial, ou para fomentar ideias, produtos e negócios etc. O sentido e objetivo finais desta obra é operar uma contribuição para desenvolver o potencial do Brasil e seu povo.

Manual Prático

Res Nuncius - capaRES NUNCIUS
(ou Mensagens das Coisas) é um manual prático para o pensar sistemático. O titulo é alusão e homenagem ao Nuncius Sidereus (Mensagens das Estrelas) de Galileu.
Seu objetivo é possibilitar pensar diversificadamente na mesma velocidade dos acontecimentos da realidade.
Basicamente, consiste no processamento e exercício, para aplicação intuitiva de vários sistemas filosóficos e científicos.
Este pequeno Manual resume o essencial do instrumentário em um conceito: o COMPOSTO, que permite operar, intuitivamente, as possibilidades da EPI-I, na vida cotidiana.

Desenvolve a capacidade de pensar para compor um modo de vida mais produtivo e harmonizado com a realidade. Incrementa nossa participação, como indivíduo e nação, nas reformas necessárias a civilização ocidental. Pelo treinamento metódico, a compreensão e utilização tornam-se espontâneas, sem necessidade de atividade intelectual ou estudo bibliográfico.

BlogPAI – (2009/2015)
biografia edson
Pensador Antropofágico InformatizadoPAI – Plataforma de divulgação dos resultados da pesquisa EPI – BR (sobre a lógica e aplicação práticas do modo de pensar característico dos brasileiros).
BlogPAI teve curto período de existência, seus textos podem ser acessados de dois Modos:
1) textos blogpai – acesse, no ebook online, todos os textos que constituíram o BlogPAI https://blogpai.wordpress.com/blogpai-formato-ebook/
2) textos blogpai – acesse os textos por meio de títulos direto do índice geral
https://blogpai.wordpress.com/mapa-blogpai/

Pensador Antropofágico InformatizadoPAI – Plataforma de divulgação dos resultados da pesquisa EPI – BR (sobre a lógica e aplicação práticas do modo de pensar característico dos brasileiros).
PAI é um conceito dispositivo que une produtivamente o  pensamento erudito, com a criatividade popular, inventiva, administrativa e critica.  Tudo isto, incrementa-se com o caráter antropofágico, dos brasileiros,  articulado sob a plena utilização das tecnologias mais modernas. O processo de desenvolvimento transcorre pelo estudo, exercício e constante aplicação do instrumentário proposto na EPI I.
O objetivo da plataforma PAI é alinhar e adequar o pensar a diversidade, elementos emergentes e velocidade da realidade no Brasil. Assim, cristaliza-se um tipo para atividades intelectuais. O cidadão consciente vivendo no presente atualizado que é na verdade o futuro recente e já realizado.
BlogPAI é a integração incrementativa do pensador clássico, agora conectado com sistemas eletrônicos de comunicação e processamento, alem de novas possibilidades de pensar, sugeridas por um instrumentário abrangente e diversificado, igualmente conectado com o futuro recente.

BlogSER (2014)
quadro SER e fraseA Epistemologia Pragmática Instrumentalista (EPI) produziu um sistema de diagnostico e clarificação das ações.
Como consequência, propõe um novo conceito e processo para a Recivilização.  Em sua versão específica, resulta na Teoria do Brasil.
Basicamente é uma equação, com 12 termos que indicam distúrbios, problemas e assimetrias em ações cognitivas, verbais e práticas. Isso forma o modulo básico.
O segundo sistema remove tais distúrbios. Promove alto nível de qualidade nas ações cognitivas e práticas.
O sistema, como um todo,  é capaz de transformar o caos do comportamento humano em poderosa inteligência prática, extremamente criativa, capaz de iniciar um novo processo de civilização.
Assim, aos poucos, o tema central deste BLOG será pré-requisito, resultados e particularidades, da aplicação do (SER) Systematic Enlightenment and Recivilization. Um processo sistemático para o equilíbrio, e felicidade sustentáveis.

Edson de Melo
agosto de 2014

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: