abh

Arthur BigHead

Base

Teoria do Conhecimento: Farias Brito; Thomas Sixel; Rudolf Steiner;

Nessa tríade o Thomas era o mentor, ele tinha absoluta convicção, e amplo domínio, sobre o conteúdo da Ciência e Filosofia Antroposófica criada por Rudolf Steirner. A ponte com meu curso seria a obra de Farias Brito que é reconhecida pela comunidade acadêmica.

estudos sobre a estrutura, e origem, do conhecimento
O modo de pensar dos filósofos e pensadores abaixo citados, em alguns casos, têm compreensão bastante divergentes, de modo que não há como harmonizar enfoques opostos. O que faço é utilizar fatores representativos da evolução cognitiva, observados nas duas linhas de Teorias, que citamos, iniciada com os seguintes pensadores:

1º ciclo de estudos
(Entre 1985 / 1992  formação, entre duas Teorias)

# Teoria do Conhecimento –  Farias Brito, Thomas Sixel e Rudolf Steiner
# Teoria do Valor  –  Carlos Castaneda, Friedrich Nitzszche, Edson de Melo

Estes seis (06) pensadores, suas obras e sistemas, formaram as duas colunas de fundamentação “teorética” na minha formação inicial, compondo a base para referendar modificação ou atualização quando necessário. Direcionei a produção, e atitude de vida, por meio dos muitos conceitos, procedimentos e princípios oriundos dentre estas duas Linhas de Teorias me possibilitaram criar a unidade de propósito entre objetivos e resultados.

1º Ciclo de estudos
#
Teoria do Conhecimento
–  Farias Brito, Thomas Sixel e Rudolf Steiner

____________________________________________________

29b52-raimundo_de_farias_britoRaimundo de Farias Brito (1862/1917)
Estudos sobre sua obra entre 1988 e 2002. Destacando os livros das duas séries:

A Finalidade do Mundo
“A Filosofia como Atividade Permanente do Espírito Humano” – (1895)
“A Filosofia Moderna” –  (1899)
“Evolução e Relatividade” –  (1905)

A Finalidade do Espírito
“A Verdade Como Regra das Ações” –  (1905)
“A Base Física do Espírito” – (1912)
“O Mundo Interior”  –  (1914)

Sua obra foi a ponte acadêmica para inserção de vários conceitos desenvolvidos, naquele período do curso na UFPE, já que os outros pensadores, pesquisados, eram desconhecidos. “A Verdade como Regra das Ações” foi uma das obras base para concepção estética do meu primeiro disco. E “A Base Física do Espírito” serviu com base para o segundo disco.

___________________________________________________

Thomas Sixel (1927/2008)
Estudos, com o autor, sobre sua obra Fraternidade Norte/Sul entre 1989 e 1993.

Fui apresentado ao Thomas, por volta de 1987, pelo filosofo, epistemólogo e músico Edson de Melo, que hoje dedica sua Teoria Fim do Caos ao Thomas Sixel que tanto sonhou com a Fraternidade Norte/Sul. Thomas também me apresentou a obra do Farias Brito.

Thomas Sixel foi importante para compreensão da Antroposofia. Original interprete da obra do Rudolf Steiner. Seu profundo conhecimento direcionava a cognição para o Método de Goethe e tornava cada visita num curso sobre Ciência Antroposófica e filosofia Goetheana. Com Thomas desenvolvi a linha de pesquisa sobre as colunas que sustentavam aquele período de estudos, consolidei e conclui o curso na UFPE, mas a visão filosófica ganhei com  Thomas Sixel que havia desenvolvido sua importante síntese: o livro autoral  “A Fraternidade Norte e Sul”, onde mostrava possibilidades de encontro, e desenvolvimento, entre diferentes tipos que compõem a humanidade, indicando sentido mais construtivo para esse encontro. Na verdade o encontro com o Thomas era algo como sua ideia de Fraternidade Norte/Sul em ação real.

Thomas Sixel desenvolveu conhecimento antroposófico de modo que pode produzir ações partindo dessa fonte, assim foi paisagista, agrônomo, praticante da biodinâmica, quimico, astrologo, tradutor, professor, pesquisador, conselheiro e orientador filosofico. Tormou a Antroposofia viva em sua alma. O amor que tinha pelo conhecimento me fazia vivenciar o verdadeiro “filosofo”, um homem que antes de tudo tinha como meta de vida o conhecimento não só para si, mas fundamentalmente para o outro. Grato!

________________________________________________

steiner_1916_age55b

Rudolf Steiner (1861/1925)
Estudos sobre sua obra entre 1986 e 2002. Destaque para os livros:

“O Método Científico de Goethe” (1923)

“A Filosofia da Liberdade”  –  (1918)

“Verdade e Ciência” – tese de doutoramento (1891)

“A Espiritual Condução do Homem e da Humanidade” – (1911)

“A Ciência Oculta”  –  (1909)

“Os Enigmas da Filosofia” –  (1900)

“A Crise na Vida do Artista” –   (trad. 1971)

Seu interesse abrangia: agricultura, arquitetura, arte, drama, literatura, matemática, medicina, filosofia, ciência e religião. Foi fundador da Antroposofia, da Pedagogia Waldorf, da Agricultura Biodinâmica, da Medicina Antroposófica e da Euritimia.

Sua tese de doutorado foi sobre a teoria do conhecimento de Fichte. Após terminar os estudos dedicou-se a partir de 1883 a editar as obras científicas de Johann Wolfgang von Goethe.

Tornou-se profundo conhecedor da obra de Goethe, escrevendo vários livros e artigos sobre este, dedicando-se à explicação do pensamento do autor alemão.
fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Rudolf_Steiner

Observação:
Muito do que aprendi com o estudo sobre sua obra foi aplicado fundamentalmente na Música e na Filosofia. Naquele momento Steiner era um modo mais sistémico de observar muitos acontecimentos na vida, no cosmos e na humanidade. Em muitos aspectos sua visão de mundo se harmonizava com a visão de Farias Brito, o que criava um ambiente propício para fundamentação acadêmica destes pensadores, do início do século XX.

____________________________________________________

1º ciclo de estudos
(1985 / 1992  formação)

 

# Teoria do Valor, trilogia comportamental:
Carlos Castaneda;
Friedrich Nitzszche;
Edson de Melo;

Nesta tríade o Edson era o mentor. Desenvolveu sua Teoria e Prática da Impecabilidade, que além de uma Teoria do Conhecimento é também arte comportamental para adquirir conhecimento. Na verdade ele foi representante, como uma síntese, das duas linhas.

____________________________________________

castanedaCarlos Castaneda (1925/1998)
Estudos sobre sua obra entre 1985 e 2002. Destacando os livros:

“A Erva do Diabo” –  (1968)

“Uma Estranha Realidade” –  (1971)

“Viagem a Ixtlan” –  (1972)
Tese de PhD de Castaneda na UCLA, com título: “Sorcery: A Description of the World”

“Porta Para o Infinito” –  (1975)

“O segundo Circulo do Poder (1977)

“O Presente da Águia” (1981)

___________________________________________________

Friedrich Wilhelm Nietzsche (1844/1900)
Estudos sobre sua obra entre 1985 e 2002. Destacando os livros:

“Humano Demasiadamente Humano”  –  (1878)

“Assim Falava Zaratustra”  –  (1883)

“Além do bem o do mal”  –  (1886)

“Crepúsculo dos Ídolos”  –  (1889)

“O Anticristo”  –  (1895)

“Vontade de Poder”  –  (1901)

___________________________________________________

Edson de Melo (1942)
Estudo sobre sua obra iniciado em 1985 e até 1991, prática entre 1992/2006.

Entre 1985 e 1991 estudei diariamente o material escrito pelo pensador Edson de Melo. Ele havia escrito muito sobre Antroposofia e me aprofundei nesses escritos antes de ser apresentado a obra do Rudolf Steiner com tradução do Frederico Müller.

Mas foi um escrito em particular do próprio Edson de Melo que me chamou a atenção: A Teoria e Prática da Impecabilidade (TPI-1983). Era uma sintese muito bem elaborada entre o método tolteca do conhecimento e o ideal de ultrahomem nietchzeano (Ubermensch).

Basicamente era um método de Arte Comportamental que muito bem auxiliou na construção de diferentes modos para o agir mais construtivo. Mesmo agora a TPI ainda é importante devido a suas indicações para o exercício do fazer como prática artística.

Entre 1985 e 1991 aprendi com Edson de Melo muito do que sou agora, desenvolvi inicialmente estudos em Música, Antroposofia e fundamentalmente Filosofia. Com esse arcabouço mergulhei sob sua orientação no mundo da TPI. Com a ida do Edson para Alemanha não espera reencontrar ele, mas o impossível aconteceu em 2006.

____________________________________________________

2º ciclo de estudos
(Entre 1993 / 2005  produção)

Período de pura execução e transformação dos conceitos e ideias apreendidos e inerentizados no período anterior (1985/1992) com desenvolvimento de formulação, estudo e superação de dúvidas com fundamentação adquirida, além do contato com a realidade estética cultural (montei a Andaluzaprojeto como pragmática laboratorial de musica “fusion-rock”).

A Música, décadas depois, ainda é a grande aliada da Filosofia. Quando nesse período específico conectei as duas por meio da cultura onde vivo o sentido do trabalho ganhou ainda mais sentido. A compreensão da vida pode ter na Cultura seu valor intensificado devido a força vital do povo que a cria e te abarca.

___________________________________________________

3º ciclo de estudos
Pós 2006 – (até 2010 revisão de conteúdos)  –  Pós-2011 (atualização continua) 

Edson Melo 2 FRANKFURT / RECIFE 2011 EPI-BR EDSON DE MELO EPISTEMOLOGIA PRAGMÁTICA INSTRUMENTALISTA BRASILEIRA Com Element...

Por volta de 2006 passei rever muitos destes conceitos filosóficos em função da epistemologia. O resultado é que ainda estou em processo de atualização devido a grande quantidade de dados gerados pela ciência e filosofia pós 1940. Descubro outro mundo!

# Teoria da Ciência  – Edson de Melo é a ponte para uma, metódica e sistêmica, nova ordem de pesquisar, teorizar e comprovar o conhecimento.

Surgiu a semiótica com Charles Sanders Peirce. Surgiram cientistas Albert Einstein (e sua Teoria da Relatividade), Max Planck (e sua Teoria Quântica), surgiram astrofísicos Hubble (com evidências sobre a imensidão de milhões de galáxias, Hawking (e sua Teoria do Tudo).

A quantidade de novos pensadores cientistas, matemáticos, físicos havia se multiplicado. Ciência e Filosofia ganharam novos campos com a Semiótica. Tudo havia mudado! A Metafísica não fazia sentido, a Astrofísica mostrava a realidade de onde estamos e nossas verdadeiras possibilidades. O reencontro com Edson de Melo em 2006 me trouxe outro modo de entender o novo mundo que havia surgido com o desenvolvimento da epistemologia (ciências e tecnologias). 

veja também:
https://arthurbighead.wordpress.com/poietica-edson-de-melo/
Anúncios
%d blogueiros gostam disto: